05 Formas de identificar consumíveis falsificados

Compartilhe:Share on Facebook0Tweet about this on Twitter0Share on LinkedIn0Email this to someone

Segundo a Câmara Internacional do Comércio (ICC), estima-se que o valor de bens falsificados no mundo todo tenha excedido US$ 1,7 trilhão em 2015. Falsificadores têm como um de seus alvos produtos industriais de alto valor agregado, com engenharia sofisticada, o que nos leva a crer que nosso setor não está imune a esta ameaça crescente.

Neste post falaremos sobre os perigos de utilizar consumíveis de corte a plasma piratas (bicos, eletrodos, distribuidores de gás, etc). Eles têm sido vistos em todas as regiões, de diferentes marcas e para todos os modelos de equipamentos. Fornecedores de produtos falsificados têm somente um objetivo em mente: lucros rápidos. Por isso é importante explicarmos aos nossos clientes, todos os malefícios envolvidos para quem consome este tipo de produto.

Veja abaixo 05 formas de identificar se os consumíveis são originais ou não:

 

     1. Qualidade

Fornecedores de produtos falsificados têm somente um objetivo em mente: lucros rápidos. Eles usam os materiais de menor custo e as técnicas de produção mais baratas e rápidas. Eles não usam processos de fabricação estritos, nem controle de qualidade. Seus produtos são inferiores, inconsistentes e pouco confiáveis.

 

     2. Desempenho

Tochas a plasma são dispositivos de precisão que exigem consumíveis precisos. Qualquer desvio das tolerâncias especificadas causará impacto no desempenho geral. Resultado: cortes ruins ou inconsistentes, velocidade de corte reduzida e vida útil de consumível significativamente menor. Ou até mesmo uma tocha estragada ou danificada.

 

     3. Segurança

Os metais de baixa qualidade usados na fabricação de produtos falsificados talvez não aguentem as exigências térmicas do corte a plasma, colocando o equipamento, e mais importante, os operadores, em risco.

 

     4. Suporte pós-venda
Se peças desconhecidas forem usadas em uma tocha ou sistema a plasma danificados, a localização de defeitos se tornará difícil ou até mesmo impossível. O uso de peças não autorizadas também pode afetar sua cobertura de garantia.

 

     5. Custos gerais de operação
Esses consumíveis falsificados de “baixo custo” podem custar muito mais caro do que parece. Para começo de conversa, eles não duram tanto quanto as peças originais. Muitas vezes só duram uma parte da vida útil de corte. Cortes de má qualidade podem exigir retrabalhos caros e seu equipamento valioso pode ser danificado e não ter mais conserto. Também é necessário considerar tempos de paralisação, além do risco para seus negócios ou sua marca.

Então é isso…mantenha-se alerta, seja esperto e não aceite consumíveis falsos. Eles comprometem a qualidade do serviço e principalmente a segurança de seus operadores e clientes.